Sobre o Município

As origens do município de Anapu estão relacionadas com a construção da Rodovia Transamazônica e com o Programa de Integração Nacional (PIN), instituído em 1970 e implantado a partir de 1971, pelo Governo Federal. O objetivo do PIN era o de desenvolver um grande Programa de Colonização e Reforma Agrária dirigido à Amazônia, trazendo trabalhadores sem-terra de diversos pontos do Brasil, em especial do Nordeste. A rodovia Transamazônica constituía-se no eixo ordenador de todo o Programa e no Pará o trecho Marabá-Altamira foi objeto de planejamento e investimento especial.
A localidade foi elevada à categoria de Município e Distrito com a denominação de Anapu, pela Lei Estadual nº 5.929, de 28 de dezembro de 1995, desmembrado dos municípios de Pacajá e Senador José Porfírio, sendo instalado em 01 de janeiro de 1997.

Etimologia – Anapu: termo de origem geográfica, em referência ao Rio Anapu. O topônimo origina-se do tupi ‘anã’, que significa Forte, Grosso e ‘pu’, ruído: ruído forte. Possivelmente é referência ao barulho produzido pelo volume d’água do caudaloso rio.

Gentílico: anapuense

Formação administrativa

Elevado à categoria de município com a denominação de Anapu, pela lei estadual n 5929, de 28-12-1995, desmembrado de Pacajá e Senador José Porfirio. Sede no atual distrito de Anapu, na rodovia transamazônica do município de Pacajá. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.

Hino de Anapu

I

Nas margens da
Transamazônica entre Altamira
E Pacajá. Nasceu nosso Anapu
Um pedacinho do Pará

 Refrão:
Parabéns Anapu
Terra fértil de encantos mil
Tu faz parte de nossa história
És nossa mãe gentil

II
Quanto orgulho ser de Anapu
Terra de açaí, cacau e cupu
De famosas florestas, castanhais,
Aves e animais

III
Nos rios de Anapu, há
Cachoeiras e pedrais,
E em suas margens
Encontramos muitas plantas
Medicinais

IV
As belezas de Anapu
Nós devemos preservar
Para que nossas gerações
Também possam desfrutar

V
Anapu de povo alegre
Persistente, trabalhador
Do povo esperançoso fraterno
E conquistador.

(Letra por George Souza Guzzo
Melodia por Gilvan do Carmo Silva Silva)


Acessibilidade
Acessibilidade